CERTIFICADORAS

Um breve histórico

Até meados de 1990, os mergulhadores tinham diversos problemas durante os cursos, devido à falta de um bom material didático e equipamentos de qualidade inferior, onde em muitos casos, nem sequer havia uma boa manutenção. Os equipamentos eram inadequados e ultrapassados, pois não havia uma obrigatoriedade, instituição ou órgão no Brasil que cobrasse um padrão mínimo.

Na década de 90 em diante, certificadoras reconhecidas mundialmente começaram a desembarcar no Brasil, trazendo regras e exigências à serem obedecidas pelos profissionais, escolas e operadoras de mergulho quando associadas. Ocorreu um “boom” no mercado brasileiro, pois os cursos começaram a ter uma qualidade superior, com instrutores mais atualizados, mais disponibilidade de materiais didáticos, novos equipamentos nos cursos, e diversas mudanças que proporcionam mais segurança.

No passado, alguns procedimentos ensinados foram deixados de lado, por serem considerados desnecessários e de um estilo padrão “militar”, o que fazia com que muitos pretensos mergulhadores abandonassem o curso ou, simplesmente tiravam conclusões erradas sobre o que era o mergulho recreativo.

Atualmente, apesar das certificadoras serem estrangeiras, todo material didático está traduzido para o português, seguindo o que chamamos de “standards”, que nada mais são do que regras a serem cumpridas rigorosamente pelos instrutores.

Texto retirado do site www.brasilmergulho.com

Por quê PADI?

Existem diversas certificadoras no mercado como a PADI, SSI, Naui e CMAS. Entretanto, a PADI, Professional Association of Diving Instructors, é a maior e mais reconhecida certificadora de mergulho do mundo. Atualmente a certificação PADI é reconhecida em mais de 186 países e responsável pela formação de mais de 25 milhões dos mergulhadores pelo mundo afora. Como um mergulhador certificado PADI você terá as mais respeitadas e cobiçadas credenciais de mergulho autônomo do mundo.

O que temos que pensar é que uma boa certificadora de mergulho irá lhe garantir qualidade antes, durante e depois de sua formação. As certificadoras vão lhe fornecer material didático e métodos de ensino teóricos e práticos.

Veja AQUI porque mais pessoas escolhem a PADI do que qualquer outra certificadora de mergulho:

70% das Escolas de mergulho de Santa Catarina são PADI

Santa Catarina é o maior centro de mergulho da região sul do Brasil. A 20 anos atrás praticamente a PADI não existia em SC, em 2019, 70% das escolas de mergulho de SC são PADI e a conversão de escolas continua aumentando.

1. Material didático

Como um aluno PADI você terá acesso ao que há de melhor no mercado, escritos em uma linguagem de fácil entendimento os materiais PADI estão traduzidos em 26 línguas. Seus cursos terão o suporte de manuais e DVD’s de excelente qualidade, além da plataforma de ensino online e dos materiais touch para tablet, que fornecem mais flexibilidade e conforto para o aluno, além de economizar tempo em sala de aula, permitindo assim maior tempo para a prática.

2. Padrão de ensino

O sistema de ensino PADI para a formação de mergulhadores garante que os profissionais PADI do mundo inteiro ensinem os cursos de mergulho de uma maneira coerente e padronizada, sem deixar de ser adaptada às suas necessidades singulares e aos requisitos de seu ambiente de mergulho local. Isso permite que um curso da PADI oferecido aqui no Brasil seja praticamente o mesmo que um curso feito na Austrália, mas ambos estarão adaptados à cultura, aos costumes, aos protocolos e ao idioma local.

3. Aprendizado baseado em performance

Isto significa que você progride ao passo que domina os requisitos específicos essenciais para se tornar um mergulhador autônomo. Seu instrutor de mergulho autônomo irá ajudá-lo a cumprir esses requisitos, independentemente do tempo que você leve para dominá-los. Você precisa receber a sua certificação PADI, mas faz isso em um ambiente de aprendizado motivador e bem fundamentado.

4. Educação Continuada

Pensando na continuidade de seu aprendizado a PADI disponibiliza diversos cursos de mergulho que vão ampliar e desenvolver suas habilidades como mergulhador ou profissional de mergulho. Além dos cursos padrão do mergulho recreativo, que vão do curso básico ao instrutor de mergulho, você vai encontrar mais de 25 cursos de especialidades PADI, como mergulho em naufrágio e mergulho noturno. Para o mergulhador isso é bem interessante, pois poderá direcionar seu aprendizado para o que mais gosta. Para o instrutor de mergulho isso significa novas oportunidade de manter os mergulhadores ativos, pois sempre haverá algo novo para aprender.

5. Controle de Qualidade

Firmando seu compromisso com a qualidade de seus cursos, a PADI é a única certificadora de mergulho que possui um programa de controle de qualidade. Todos os cursos PADI caem sob rigorosos padrões educativos monitorados para verificar sua consistência e qualidade. Desta forma, de maneira pró-ativa e aleatória a PADI envia questionários aos mergulhadores para confirmar se seus padrões educacionais estão sendo seguidos por seus instrutores. Ao verificar inconsistências nos cursos, a PADI tomará ações para garantir que isso não aconteça novamente, como aconselhamentos, retreinamento ou até expulsão do instrutor.

6. Qualidade Profissional

Assim como os mergulhadores autônomos devem ganhar certificações PADI, os novos instrutores devem completar um Programa de Desenvolvimento de Instrutores PADI (IDC). Cada novo instrutor irá demonstrar seu conhecimento aprofundado sobre o Sistema PADI e suas habilidades para conduzir os programas PADI, através de critérios específicos. Antes de ganhar a qualificação como Instrutor PADI, todos os candidatos são avaliados por um seleto grupo de examinadores PADI. Isso garante que o processo de avaliação seja impessoal, objetivo, justo e coerente em todo o mundo. Esta é apenas um dos exemplos que demonstra que o Sistema de Ensino PADI está acima de outros segmentos da indústria do mergulho. Todos os padrões PADI seguem a normatização do mergulho recreativo no Brasil regulamenta pelo Decreto nº 7.381 que regulamenta a Lei Geral do Turismo.